Preso suspeito da morte de Policial Penal em Belém | Polícia | Diário Online



O agente penal Paulo Alves da Rocha foi assassinado em janeiro deste ano, na Alameda principal do Conjunto Maguari, em Belém. Desde lá, o caso está sendo investigado.

Na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Civil do Pará, por meio da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos (DHAP), vinculada à Divisão de Homicídios, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva, em desfavor de um homem suspeito de envolvimento no homicídio qualificado do agente. A prisão aconteceu no município de Florianópolis, Estado de Santa Catarina. 

As investigações apontaram que o procurado, integrante de uma facção criminosa, mesmo à distância, planejou o crime e foi quem deu a ordem aos indivíduos que cometeram a atrocidade contra o agente. 

“A nossa Polícia Civil, conseguiu localizar o mandante deste bárbaro crime, utilizando equipamentos modernos, de ponta. Nas últimas ações da PC-PA, temos mostrado que nossas operações não se resumem à área territorial do nosso Estado. Vamos aonde o criminoso estiver, para salvaguardar a vida do cidadão de bem”, disse o Delegado-Geral da Polícia Civil, Walter Resende.

O suspeito foi preso no bairro Tapera, no sul da ilha de Florianópolis. A ação contou com apoio da Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da DECRIM e DIPC. 

Além da prisão, também foi cumprido mandado de busca e apreensão domiciliar. Durante a ação, foram apreendidos os materiais de interesse investigativo, que serão analisados e periciados. 

O preso será recambiado ao Estado do Pará, onde ficará à disposição da justiça.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*