Phoenix Suns, franquia da NBA, fecha patrocínio com Paypal – Diário Online



Uma das franquias de maior destaque na NBA, a Phoenix Suns acaba de anunciar o patrocínio de sua camisa – o PayPal é quem ocupará o lugar com seu logo. Espera-se que a partir de agora seja utilizado o processo de pagamento digital dentro da Talking Stick Resort Arena.

A partir de agora, o PayPal estará integrado ao aplicativo do Phoenix Suns, permitindo que torcedores façam transações com somente um toque, seja para comprar alimentos dentro do ginásio, adquirir produtos da equipe, ou até mesmo pagar o estacionamento. Além de utilizar o serviço para esses fins, também é seguro usar o paypal para apostas esportivas, compras online e até mesmo transferências internacionais. A arena do Phoenix Suns também contará com leitores de cartão do serviço de pagamento online, que autoriza transações por chip, deslize ou toque. 

Logo mais, os fãs poderão utilizar o Venmo (serviço de pagamento móvel) para fazer compras. “É uma empresa com alcance global e que tem a capacidade de projetar nossa marca para além da presença local e nacional. Além disso, possui forte presença em nosso mercado e é uma parceria focada na inovação do consumidor”, falou o presidente e CEO da Suns, Jason Rowley, à ESPN.

Já para Robert Clarkson, gerente geral da PayPal na América do Norte, “Acreditamos que eles são um ótimo parceiro para trabalhar na próxima geração de experiência do consumidor. Com os fãs de esportes, cada segundo conta. Há um senso de urgência. O objetivo é que os pagamentos não tirem essa urgência. Quando alguém pede uma cerveja e as pessoas têm que passar a cerveja pelo corredor e depois o dinheiro para frente e para trás, isso envolve cerca de 25 pessoas e tira toda a experiência”.

O PayPal acabou de se tornar o segundo processador de pagamentos a iniciar um contrato com uma franquia da NBA, o outro é a Western Union, que patrocina o Denver Nuggets. A partir de agora, somente 5 franquias da Liga de basquetebol profissional da América do Norte continuam sem ostentar nenhum patrocinador, são eles Indiana Pacers, Chicago Bulls, Washington Wizards, Oklahoma City Thunder e Houston Rockets 

Situação intrigante nos Lakers

Após alguns anos na fila e investimentos pesados, o Los Angeles Lakers finalmente voltaram a conquistar o título da NBA. Porém uma situação inusitada vem ocorrendo na equipe – o jogador Luol Deng pediu aposentadoria após sofrer uma grave lesão. Porém, ele ainda tem contrato com a franquia por mais duas temporadas no valor de US$ 10 milhões, e o Lakers pedem que o contrato do jogador seja cancelado e que Luol Deng seja removido da folha salarial. 

Luol Deng chegou ao Los Angeles Lakers em 2016 e com um contrato de quatro anos no valor de US$ 72 milhões. Em sua primeira temporada não conseguiu tanto destaque, e ficou mais tempo no banco de reservas do que em quadra. Na temporada seguinte sua situação piorou, e ficou só esquentando o banco. Então o jogador fez um acordo com os Lakers para ser negociado, e acabou assinando com o Minnesota Timberwolves, onde jogou 22 partidas, e posteriormente com o Chicago Bulls, onde construiu boa parte da sua carreira e se aposentou. Apesar de ter rompido um contrato com o Lakers, Deng ainda está na folha de pagamento da franquia por mais duas temporadas, podendo receber até 2022. 

O Lakers já entrou com um pedido para que o contrato seja invalidado, já que por conta da lesão e aposentadoria, eles não querem ter nenhuma relação de compromisso com o jogador. Além disso a equipe busca poupar recursos para trazer jogadores como Rajon Rondo, ou algum agente livre que possa ajudar o time na temporada de 2021. 





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*