Pessoas com 58 anos e com comorbidades serão vacinadas | Notícias Pará | Diário Online



Com a chegada de novas vacinas, algumas pessoas que estão próximas
ao grupo prioritário se animam com a possibilidade de receber imunizante. Algumas
comorbidades estão como prioridade nesta fase de vacinação na capital paraense

De acordo com a Prefeitura Municipal de Belém algumas
pessoas com doenças que necessitam de acompanhamento frequente já irão tomar os
imunizantes disponíveis. A ordem seguirá com base no ano de nascimento ou com uma
ou mais das comorbidades.

Veja a lista disponibilizada pela Prefeitura:

– Dia 05 de maio de 2021 – pessoas com 59 anos (nascidos em
1962) com comorbidades

 – Dia 06 de maio de
2021 – pessoas com 58 anos (nascidos em 1963) e com comorbidades

As pessoas que tiverem dentro desse grupo prioritário precisam
ir até os postos de vacinação com RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência
de Belém. Para as pessoas com comorbidades, é necessário levar uma cópia do
laudo, atestado ou receita médica, este último será retido no ponto de vacinação.
Os pontos de vacinação serão divulgados no dia 04 de abril de 2021.

Nesta etapa, a vacina não será aplicada no sistema drive-thru,
em razão de especificidades técnicas da vacina da Pfizer, além disso, os postos
de vacinação serão montados em áreas com ar-condicionado.

Acompanhe a lista das comorbidades: 

1. Arritmias cardíacas

2. Câncer.

3. Cardiopatia hipertensiva

4. Cardiopatias congênita no

5. Cirrose hepática.

6. Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

7. Diabetes mellitus.

8. Doença cerebrovascular

9. Doença renal crônica

10. Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas
arteriovenosas

11. Hemoglobinopatias graves

12. Hipertensão arterial estágio 3

13. Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em
órgão-alvo e/ou comorbidade

14. Hipertensão Arterial Resistente (HAR)

15. Imunossuprimidos

16. Insuficiência cardíaca.

17. Miocardiopatias e pericardiopatias

18. Obesidade mórbida

19. Pneumopatias crônicas graves

20. Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

21. Síndromes coronarianas

22. Valvopatias 





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*