‘Me faltou ser branco’, diz Rincón sobre falta de sucesso no Real Madrid – Diário Online



O ex-jogador de futebol Freddy Rincón, antes de fazer
sucesso no Brasil e se tornar ídolo do Corinthians, passou por uma temporada
complicada no Real Madrid. Na temporada 1995/1996, fez apenas 14 jogos com a
camisa merengue e marcou dois gols. Para o colombiano, o racismo foi o
principal fator para não ter triunfado com a camisa do clube espanhol.

“Me faltou ser branco. Não sofri racismo no dia a
dia, mas para jogar dentro do Real Madrid, sim. Com Jorge Valdano foi muito
difícil, porque o pressionavam.”

Apesar das adversidades e do clima pesado do clube,
Rincón contou que fez bons amigos em Madri.

“O clima era pesado, porque há muito ego, muito
orgulho, são coisas que acontecem por estar na melhor equipe do mundo. Estar
com essas figuras era muito bom, fiz bons amigos.”

Após sua curta passagem pelo Real, Rincón foi contratado
pelo Palmeiras, clube que defendeu até 1997, quando se transferiu para o
Corinthians e viveu a melhor fase de sua carreira. No clube alvinegro, o atleta
venceu o Campeonato Brasileiro de 1998 e 1999, o Paulista de 99 e o Mundial de
2000. O colombiano ainda passou por Santos e Cruzeiro até se aposentar em 2004,
na sua segunda passagem pelo Corinthians.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*