MDB oficializa Helder Barbalho como candidato à reeleição ao governo do Pará | Eleições 2022 no Pará


O MDB oficializou Helder Barbalho como candidato à reeleição ao governo do Pará, nesta sexta-feira (5), em convenção realizada na na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, localizado na Augusto Montenegro, em Belém.

A candidata à vice-governadora é a ex-secretária de Planejamento e Administração, Hana Ghassan. A legenda optou por não lançar um candidato ao Senado Federal.

“Hoje eu tenho a honra de dizer: nós temos obras do governo do Pará nos 144 municípios do estado. Só agora, temos mais de mil obras sendo executadas em todo o Pará, em todas as regiões do nosso estado”, declarou Helder.

Até o momento, MDB, PSB, PP, União Brasil, PSD, Republicanos, PSDB, Cidadania, PDT, PT, PV, PC do B, PTB, Podemos, DC e Avante formam a coligação de partidos que apoiam a candidatura à reeleição de Helder Barbalho ao Governo do Pará.

Helder Zahluth Barbalho nasceu em Belém, tem 39 anos, é graduado em Administração e pós-graduado com o título de MBA Executivo em Gestão Pública. Venceu as eleições ao governo do Pará em 2018 no segundo turno com 55,43% dos votos (2.068.319 votos).

No ano 2000, foi eleito vereador de Ananindeua. Dois anos depois se elegeu deputado estadual. No Legislativo Estadual, apresentou projetos direcionados em especial às questões de segurança, educação e de combate às desigualdades sociais. Presidiu e foi relator da Comissão de LDO, PPA e LOA.

Helder assumiu a Prefeitura de Ananindeua, terceira maior cidade da Amazônia, com 25 anos de idade, em 2005. Ainda como prefeito de Ananindeua, assumiu a presidência da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep). Em 2008, foi reeleito, no 1º turno, à Prefeitura de Ananindeua.

Em 2014 concorreu ao cargo de governador do Estado do Pará, chegou a ganhar o primeiro turno com 49,8%, mas foi derrotado no segundo turno para Simão Jatene (PSDB).

Helder atuou nos últimos anos como Ministro da Pesca e Aquicultura, de janeiro de 2015 a outubro de 2015. Foi ainda ministro da Secretaria Nacional dos Portos, no período de outubro de 2015 até abril de 2016. E esteve à frente do Ministério da Integração Nacional, de 12 de maio de 2016 até 6 de abril de 2018.

Leia tudo sobre Eleições 2022 no Pará



Fonte da notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas