Mais de 40 mulheres acusam Bruno Krupp de violência sexual



Após atropelar e matar um adolescente, no último sábado (30), no Rio de Janeiro, o ex de Sarah Poncio, Bruno Fernandes Moreira Krupp, 25 anos, agora enfrenta novas acusações de estupro e mais violência. Antes do atropelamento, o modelo já havia sido acusado de estupro em julho deste ano.

Depois que a modelo Priscila Trindade relatou em seu perfil no Instagram, na tarde desta última quarta-feira (3), o caso de estupro cometido pelo influenciador digital, pelo menos outras 40 mulheres relataram passado por caso semelhante com o rapaz.

Após matar adolescente, Bruno Krupp é acusado de estupro

A jovem Patrícia Trindade, de 28 anos, resolveu confessar o abuso em entrevista ao jornal O Globo. “Passei todos estes anos me sentindo culpada e envergonhada por tudo que aconteceu. Hoje, diante do atropelamento que matou um jovem inocente, me senti na obrigação de expor o crime do qual fui vítima, justamente para encorajar outras mulheres a denunciarem, frear esses comportamentos por parte dele e evitar que outras pessoas também passem por situações semelhantes”, relatou.

Equipe de Bruno Krupp fala após atropelamento e morte no Rio

Segundo a ocorrência, ela e o modelo se conheceram através de amigos em comum. Depois de alguns flertes, diz a vítima, ela aceitou e até a casa dele em Niterói para que, então, pudessem ir a uma festa. 





Fonte da notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas