Mãe de rapaz morto em acidente de carro no Pará deseja encontrar família que socorreu vítimas – Diário Online



Fevereiro vai ficar marcado na memória de muita gente, seja pela folia, pela diversão entre amigos e animação que só acontecem nesse período. Mas para uma família de Vila dos Cabanos, em Barcarena, nordeste paraense, o mês ficará marcado por uma tragédia e tristeza.

“Meu filho e meu marido saíram de casa com o destino a São Caetano de Odivelas. Depois de alguma certa distância, na estrada, meu marido não sabe ao certo, parece que um caminhão colidiu com o carro deles e ocasionou o acidente”, explica Léia Sodré, dona de casa, de 42 anos, que perdeu o filho, David, no acidente ocorrido no último dia 21 de fevereiro. 

Léia contou ao DOL, que David, 21 anos,  ainda lutou pela vida por aproximadamente 20 minutos, mas não resistiu e veio a óbito. 

“Meu filho era lindo. Era jovem demais. Dizia que queria me dar uma vida melhor. Falava sempre em me dar uma vida de rainha. Estamos todos muito abalados com o que aconteceu e sem entender o motivo disso tudo”, conta a matriarca. 

Após o acidente, um carro de passeio que passava pela estrada, não hesitou em parar para ajudar, mesmo com a escuridão e a chuva forte que caia no momento.

“Três rapazes, uma moça e uma criança, ajudaram meu marido a tirar meu filho do meio do asfalto e colocá-lo para o acostamento. A moça inclusive pegou uma sombrinha que estava no carro e colocou sobre o corpo do meu filho pra que a chuva não o molhasse. Ele já estava morto. Eles tiveram todo o cuidado”, explica ela, emocionada, contando ainda que a família só se afastou do local do acidente quando moradores das proximidades chegaram para também auxiliar. 

“Eles seguiram para Barcarena e foram até a oficina onde um outro filho meu trabalha. Chegando lá, eles avisaram o que havia acontecido. Foram verdadeiros anjos”, diz Léia. 

Agora, Léia deseja encontrar as pessoas que socorreram o marido e ajudaram o filho.  “Preciso encontrar essa família. Sabemos que são de Abaetetuba. Preciso agradecer, dar um abraço. Também estive sabendo que eles haviam perdido um ente querido há pouco tempo e, mesmo com o coração dolorido, pararam e ajudaram meu marido. Foi uma atitude única”, afirma. 

A mãe, que enterrou o filho dias depois do acidente, pede que a família que ajudou no socorro entre em contato. 

“Peço que se essa reportagem chegar até eles, que possam nos procurar na Vila dos Cabanos, Jardim das Palmeiras, número 339, em frente a Igreja Pentecostal Deus é Fiel. Estamos esperando por eles”, disse. 

Léia, disponibilizou ainda o contato para facilitar: 98517-3679.

“Acredito nos propósito de Deus, e sei que David está em um lugar melhor”, conclui. 





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*