Leão Azul não joga a toalha para o  Atlético-MG | Esporte Pará | Diário Online



Amanhã (10), às 19h, o Clube do Remo terá pela frente o seu maior desafio em termos de dificuldade nesta temporada até agora. Contra o Atlético-MG, no estádio Mineirão, o Leão vai buscar vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, estando com uma desvantagem de 2 a 0, no placar, resultado da derrota em Belém, na semana passada (2). Dessa maneira, a equipe precisa garantir no tempo normal um triunfo por, no mínimo, dois gols de diferença. Baseado no histórico azulino em 2021, tal marcador já foi conquistado, algo que pode motivar o elenco para o embate, mesmo que tenha ocorrido sem tanta assiduidade.

Das 18 partidas realizadas pelo Remo nesta temporada, cinco triunfos tiveram dois ou mais tentos de vantagem para o time. As três mais expressivas com particularidades. 4 a 1 aplicado na estreia do Parazão sobre o Gavião Kyikatêjê; 2 a 0 em cima do Esportivo-RS, que iniciou a campanha remista nesta edição do torneio nacional, fora de casa, e a lambada por 4 a 2 frente ao maior rival, o Paysandu, no único clássico Re-Pa do Campeonato Paraense 2021.

A vitória em cada uma dessas três partidas traz uma lição importante para o encontro diante do Galo: busca por um placar elástico, imponência como visitante e o controle emocional diante de um rival tradicionalmente aguerrido. Nesse sentido, na expectativa de adicionar um pedaço desses aprendizados à montagem da equipe, o técnico Paulo Bonamigo pregou foco total. “O primeiro ponto é acreditar que é possível, claro que a gente sabe da dificuldade e qualidade do adversário, que estão numa situação onde vamos começar a partida com 2 a 0. Mas o futebol nos mostra todos os dias que se entrar acreditando e tiver capacidade e competência pra reverter, coletivamente, vamos estar muito fortes acreditando nisso. Então vamos confiantes, sabendo que temos que fazer uma partida de alto nível”, levantou.

Sem alterações na onzena que atuou na vitória sobre o Brasil-RS, por 1 a 0, na semana passada, o treinador manterá a mesma escalação até para encorpar o conjunto. Até por isso, Bonamigo falou sobre o destaque, em Belém, desta fase da competição. “Devo manter o Dioguinho, que entrou muito bem. Era um jogador titular já, saiu por questão disciplinar. Temos que fazer a cada minuto virtudes na partida para merecer uma classificação”, disse.

FIQUE POR DENTRO!

Retrospecto: vitórias do Leão por 2 gols de diferença

–  Remo 4 x 1 Gavião – Paraense

– Remo 2 x 0 Esportivo-RS – Copa do Brasil

– Remo 4 x 2 Paysandu – Paraense

– Remo 3 x 1 Águia – Paraense

– Remo 3 x 0 Castanhal – Paraense

Dioguinho quer repetir boa atuação contra o Galo

O breve período afastado das partidas da equipe, foi o remédio necessário para que o atacante Dioguinho entendesse a sua importância para o Clube do Remo. Até por isso, para reconquistar a confiança da comissão técnica, companheiros e, especialmente, da torcida, o atleta se doou ao máximo e foi o grande destaque do Leão nas duas últimas partidas em que atuou, sendo a mais contundente frente ao mesmo adversário de amanhã à noite, o Atlético-MG.

Pelo momento delicado vivido no mês passado, aparentemente, o ponta parece ter aprendido com o deslize. “A gente aprende com os nossos erros. Infelizmente aconteceu comigo e acho que estou mais tranquilo agora. Pessoas que gostam de mim e que convivem comigo vieram conversar é só tenho a agradecer a essas pessoas, por me ajudar nesse momento difícil que passei. Graças a Deus as coisas foram se encaminhando bem e voltei a jogar bem”, disse.

No desejo de fazer uma nova boa partida contra os mineiros, e agora de maneira mais eficiente, com gols ou servindo os companheiros, Dioguinho destacou o empenho coletivo. “Além de tudo isso, é trabalho. Acho que não só eu, mas como todo o grupo, estamos trabalhando forte pra sempre buscar o melhor e não deixar a peteca cair”, frisou.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*