Justiça nega habeas corpus de PMs envolvidos na morte de um rodoviário em Marituba

0
23


Foto: TJPA

Por G1 Pará

O Tribunal de Justiça do Pará negou, nesta segunda-feira (30), o pedido de habeas corpus dos policiais militares Arthur Rinaldo Cordeiro dos Santos, Gelielton Guimarães Dantas e Rafael Lima do Amaral deve permanecer preso até que o caso deles seja julgado. Os três são acusados de terem matado o rodoviário José Andreci de Souza, junho de 2018, em Marituba, região metropolitana de Belém.

Os acusados foram denunciados pelo Ministério Público por supostas práticas de homicídio qualificado, associação criminosa e fraude processual.

Os militares são apontados como envolvidos no assassinato de Josão Andreci de Souza. De acordo com o processo, a vítima foi abordada por dois homens que estavam em uma motocicleta, em frente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na rodovia BR-316. Assim que Andreci desceu do ônibus foi alvejado com tiros na cabeça.



Fonte da notícia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here