Homens atiram em mulher em cerimônia de umbanda




Denúncias de ataques a religiões de matriz africana subiram 47% no último ano, revela pesquisa do Conselho nacional de Segurança. No ano passado, as queixas de intolerância religiosa caíram, mas as agressões contra praticantes de candomblé aumentaram.
Uma mulher sofreu uma tentativa de homicídio enquanto
participava de uma cerimonia de umbanda.
A vítima estava em um terreiro no município de Coité do
Noia, na noite da última sexta-feira (23), quando dois homens entraram no local. De
acordo com as testemunhas, os acusados bateram na porta pedindo para participar
e entraram.
Eles ficaram no local um tempo até que identificaram a vítima
e efetuaram o disparo na frente de todo mundo.
“Bigode” tenta fugir após esfaquear jovem em ParauapebasUm dos tiros atingiu um dedo das mãos e outro pegou de raspão
o pescoço da mulher. Ela foi socorrida e encaminhada para o Hospital de
Emergência, em Arapiraca, a 23 km de Coité do Noia.
Os policiais do 3º do Batalhão, disseram que algumas pessoas
ainda tentaram impedir que os dois deixassem o local, mas eles usaram a arma de
fogo para ameaçar. Ele não foram identificados. 



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*