Homem invade creche com facão e mata crianças em SC | Notícias Brasil | Diário Online



É difícil esquecer alguns atentados a escolas no Brasil. São tragédias que causam grande comoção, especialmente por envolver crianças, em lugares onde elas deveriam estar protegidas. Um ataque a uma escola em Saudades, oeste de Santa Catarina, lembrou tragédias de Realengo (em 2011), Goiânia (2017), Janaúba (2017) e Suzano (2019).

Um homem de 18 anos, armado com um facão, invadiu hoje uma creche municipal em Saudades, a 446 km de Florianópolis (SC), e desferiu golpes em crianças e adultos dentro do estabelecimento de ensino, segundo a Polícia Militar. A PM confirmou pelo menos três mortes, sendo duas de crianças, e mais uma pessoa ferida em estado grave. 

De acordo com a corporação, o atentado aconteceu na CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela, instituição para crianças de até 3 anos, após o homem entrar e golpear professores e alunos com arma branca, tipo facão. Saudades tem população de cerca de 9 mil pessoas e fica na região de Chapecó. 

O criminoso foi preso ainda no local da ocorrência e encaminhado para a atendimento médico, em estado grave, no Hospital Beneficente de Pinhalzinho, cidade vizinha. O rapaz não tem antecedentes criminais.

“Uma das professoras ainda [está] com vida, em estado grave, outra professora e dois alunos em óbito confirmados. Informações ainda sendo apuradas”, informou em nota a PM. De acordo com a Polícia Civil, o homem invadiu a escola por volta das 10h. Ele primeiro atacou uma professora de 30 anos que estava na entrada do prédio. A vítima chegou a correr do suspeito, mas foi alcançada pelo homem. Após atacá-la, ele teria entrado em uma sala de aula e desferido os golpes nas crianças.

“Ele começou a atacar a professora, que correu para uma sala onde tinham crianças. Lá nessa sala, ele agrediu outras pessoas”, disse o delegado Ricardo Newton Casagrande, em entrevista à Rádio Vale FM.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*