Cursos superiores da área da Saúde podem retomar atividades presenciais no Pará – Diário Online



Cursos superiores da
área da Saúde, de instituições públicas ou privadas, estão autorizados a
realizar aulas presenciais práticas a partir da próxima segunda-feira (3), nos
casos em que as atividades forem fundamentais para a conclusão dos cursos.

A determinação está
entre as medidas incluídas no Decreto Estadual 800/2020, publicado com
atualização na noite desta sexta-feira (31), em edição extra do Diário Oficial
(DOE). 

De acordo o
procurador-geral do Pará, Ricardo Sefer, a autorização alcança um público
restrito, mediante o cumprimento do distanciamento controlado e dos protocolos
de prevenção previstos na legislação. “Vão voltar somente os cursos concluintes
da área da Saúde, no caso das disciplinas práticas. Com relação aos demais
segmentos de ensino, o Estado está avaliando, conforme a evolução da pandemia
no Pará, levando em consideração os estudos científicos apresentados
periodicamente pelo Comitê de Vigilância em Saúde da Covid-19”, informou.

 

O governador Helder
Barbalho, durante pronunciamento transmitido pelas redes sociais e TV Cultura,
na tarde desta sexta-feira (31), informou que no próximo dia 15 o Estado vai
fazer uma nova avaliação da pandemia no Pará, já com o resultado da segunda
etapa do inquérito epidemiológico, realizado pelo governo estadual em parceria
com a Universidade do Estado do Pará (Uepa). 

“Nós entendemos que não
se pode agir de forma precipitada, correndo o risco do ambiente escolar se
transformar em pontos de aglomeração e, consequentemente, de proliferação
viral. Desta forma, continuaremos dialogando de forma técnica. Respeito
plenamente a ansiedade dos operadores particulares, mas a vida deve estar
sempre em primeiro lugar”, reforçou. 

REUNIÃO

Na última
quinta-feira (30), representantes de escolas particulares se reuniram com
Ricardo Sefer para apresentar as principais demandas do setor e solicitar o
retorno das aulas presenciais na rede de ensino privado do Pará. O encontro
ocorreu na sede da Procuradoria-Geral (PGE), em Belém, após protesto realizado
pela União das Escolas Particulares do Pará, pela área comercial da capital, na
quarta-feira (29). 

“Eu tenho conversado,
inclusive, com o Conselho Estadual de Educação e com as escolas particulares,
que no momento em que se tenha certeza e tranquilidade de que os protocolos são
suficientemente adequados para a retomada gradativa das aulas, que devamos
iniciar pelos alunos que estão no terceiro ano, por conta do calendário do Enem
(Exame Nacional do Ensino Médio), que preocupa a todos, e não podemos
prejudicar os alunos que estarão no Enem em janeiro de 2021”, concluiu o
governador.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*