Bebê cai em fogareiro no Pará e é salvo por policiais



Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), os acidentes representam a principal causa de morte entre crianças e adolescentes de um a 14 anos. Em média, essas ocorrências são responsáveis por cerca de 13 óbitos por dia e pela hospitalização de mais de 120 mil jovens a cada ano, no país. Os acidentes domésticos mais comuns entre as crianças são quedas, ferimentos, envenenamentos, deglutição de pilhas, engasgos e queimaduras.

Na última terça-feira (21), agentes do 33º Batalhão de Polícia Militar (33º BPM) de Bragança precisaram agir rápido para salvar um bebê, de apenas 11 meses, que havia sofrido queimaduras graves ao cair em um fogareiro aceso dentro de casa, no município do nordeste do Pará.

LEIA TAMBÉM:

Criança salva irmãozinhos gêmeos enquanto casa pega fogo

Recém nascida asfixiada é salva por PMs em Igarapé-Açu

Os policiais foram acionados para atender a ocorrência, enquanto faziam rondas ostensivas na localidade de Bacuriteua, zona rural do município. A mãe da criança contou que a filha havia caído acidentalmente em um fogareiro e pediu ajuda aos militares.

No local, foi necessário fazer os primeiros socorros, para salvar a vida do bebê, que logo em seguida foi encaminhado para a a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), juntamente com a mãe.

“Diante do nosso desespero, não tínhamos conseguido socorrer ela sozinha”, explicou a mãe da menina, que agradeceu o suporte dado pela equipe Policial. “Agradeço a ajuda da Polícia Militar”, declarou, aliviada.

Segundo as informações do boletim informativo de ocorrências do 33º BPM, o coordenador da UPA, Edson Lobo, onde a criança segue recebendo os cuidados médicos, ressaltou a importância da presença da Polícia Militar, justamente por estar sempre pronta para atender a esse tipo de situação, e parabenizou mais uma vez o trabalho dos militares.





Fonte da notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas