Voltou a correr nas ruas e praças? Então fique atento aos cuidados! – Diário Online



Mesmo com as orientações de isolamento ainda valendo, algumas atividades começaram a ser liberadas pelas autoridades estadual e municipal. A volta de atividades físicas pelas ruas de Belém, por exemplo, desde que não utilizando nenhum equipamento físico da cidade, está liberada. Era o sinal verde que os praticantes de corrida de rua esperavam. Mas, médicos e preparadores físicos alertam que o “novo normal” tem que ser encarado como a realidade a ser seguida, o que requer alguns cuidados extras.

O médico Flávio Freire salienta que muitas pessoas perguntam sobre retorno das atividades físicas diante do momento atual da pandemia. De acordo com ele, há de se lembrar que o risco de infecção pelo novo coronavírus ainda existe, por isso deve-se ter cuidados individuais e coletivos.

“É indiscutível a importância do esporte e atividade física na saúde física e mental e isso deve ser estimulado, porém temos que ter cautela. Prioridade para realizar atividades em casa. Caso opte pelas atividades físicas, procure ir sozinho, em horários e trajetos onde o fluxo de pessoas seja menor que o habitual”, explicou Freire, que reforça a necessidade de máscaras para as corridas, mesmo com o desconforto que ela possa trazer.

“Máscaras são obrigatórias independente da atividade em ação devido decreto governamental. Não existe máscara ideal. Procure máscaras confortáveis, com duas camadas, no mínimo. As mesmas devem ser trocadas toda vez que estiveram umedecidas ou molhadas, pois perdem poder de filtração”, completou o médico, que membro da Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e Exercício (SBMEE) e diretor científico da Sociedade Paraense de Medicina Esportiva (SPMEE).

O professor de Educação Física Célio Lobato é também personal trainer de corrida de rua e voltará a ministrar suas aulas de forma presencial a partir da próxima segunda-feira, quase três meses de interrupção. Nos últimos dias ele vem orientando aos alunos e conhecidos que resolveram correr por conta própria, ressaltando os cuidados a serem tomados.

“Vários alunos estão correndo por conta própria. O que oriento é que é obrigado a ir de máscara ou de bandana (balaclava-bandana). Assim é mais fácil de correr, desde que seja forrada e de camada dupla. Elas são mais usadas em provas em locais frios ou com muita areia. Cada um tem que levar sua águia agora, tem que levar álcool, manter a distância, entre outras coisas”.

Lobato conta que alunos lhe pediam orientações sobre treinos em casa, o que o fez repassar algumas formas de se exercitar sem ir para as ruas, o que ajudou muita gente a aguentar o período de isolamento. “A atividade física dá uma sensação de prazer e as pessoas estavam privadas disso. Eu fiz orientações para se exercitarem em casa, porque a atividade física ter ajuda a relaxar. São momentos difíceis, com várias perdas, então se exercitar te ajuda também na parte mental”.

E MAIS CUIDADOS

Flávio Freire faz um alerta a quem já teve Covid-19, se recuperou e pretende a realizar atividades esportivas. Ele lembra que a doença é relativamente nova e ainda muito desconhecida pela comunidade médica, o que traz a necessidade de cuidados extras. “Aqueles que adquiriram anticorpos para Covid-19 e encontram-se assintomáticos, devem retornar às atividades físicas de forma gradual, mas antes realizar uma avaliação clínica – cardiológica e pulmonar – devido a riscos de possíveis sequelas e, muito importante, realizar avaliação com seu médico do esporte”.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*