Tucunaré, pescada amarela e sarda lideram alta no preço do pescado em 2020 na Grande Belém | Pará


Nos cinco primeiros meses deste ano, os maiores reajustes de preços aconteceram nos seguintes tipos de pescados: Tucunaré, com alta de 21,61%; seguido da Pescada Amarela, com alta de 20,67%; Sarda, com alta de 20,53%; Surubim, com alta de 18,92%; Filhote, com alta de 18,66%. Também no mesmo período analisado, poucas espécies de pescado apresentaram recuos de preços, como o Cachorro de Padre, com queda de 18,60%, seguido do Curimatã, com queda de 7,16% e do Mapará, com queda de 6,39%.

X R$ 9,22 , os aumentos mais expressivos ocorreram nos preços dos seguintes tipos de pescados: Cação, com alta de 11,88%; seguido do Aracu, com alta de 11,82%; Tamuatã, com alta de 9,46%; Sarda, com alta de 9,16%; Pescada Amarela, com alta de 9,14%; Camurim, com alta de 7,16%; Mapará, com alta de 6,97%, entre outros. Também no mês passado, algumas espécies de pescado apresentaram quedas de preços.

Veja quanto custou o pescado em maio:

Nos nos últimos 12 meses, os maiores aumentos de preços foram verificados nos seguintes tipos de pescados: Surubim, com alta acumulada de 45,73%, seguido da Arraia, com alta de 14,94% e Pescada Amarela, com alta de 14,84%. Algumas espécies de pescados apresentaram quedas de preços.



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*