TRT adverte escolas particulares por manterem aulas presenciais, descumprindo decisão judicial no PA



Justiça suspendeu as aulas presenciais em todo o estado pelo prazo de um mês como prevenção ao novo coronavírus. Algumas escolas reabriram. Apesar da decisão do TRT, escolas privadas continuam com aulas presenciais
O Tribunal de Justiça do Trabalho fez uma advertência ao Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Pará para que escolas cumpram a decisão que suspendeu as aulas presenciais no estado pelo prazo de um mês.
A determinação judicial começou a valer na última terça, mas alguns colégios em Belém funcionaram mesmo assim, inclusive nesta quarta (7).
De acordo com a Justiça, eventuais condutas semelhantes poderão ser punidas como “ato atentatório à dignidade da Justiça”.
O sindicato disse que orientou os donos de escolas a suspender todas as atividades presenciais. A categoria e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) recorrem da decisão, para que as aulas presenciais continuem. As aulas remotas estão mantidas.



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*