Paraense morto por coronavírus em Manaus será cremado – Diário Online



O empresário Geraldo Savio da Silva, de 49 anos, a primeira vítima fatal do novo Coronavírus (Covid-19) na região Norte será cremado daqui a dez dias no município de Iranduba, a 27 KM de Manaus, no Amazonas, prazo para que o crematório – o primeiro do Estado – seja construído.

LEIA TAMBÉM: Empresário que morreu por causa do Coronavírus no Amazonas era paraense

Geraldo era paraense e natural de Oriximiná, município da região oeste. Ele vivia em Parintins há alguns anos e contraiu a doença após viagem a Manaus, onde participou de um evento de pescaria.

Sofreu uma parada cardiorrespiratória no último domingo (22), o quadro agravou na manhã de terça e faleceu no final da noite.

A esposa da vítima, Tatyana Vieira, também foi diagnosticada com a doença.





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*