Mulher em surto psicótico se joga de prédio durante tentativa de resgate – Diário Online



A mulher de 29 anos que estava sobre caixa d’água de um prédio na rua João Balbi, no bairro de Nazaré, se jogou, na tarde desta segunda-feira (2), após mais de cinco horas de uma tensa operação de resgate. De acordo com informações de testemunhas, ela sobreviveu após a queda e está recebendo os primeiros socorros em cima do telhado de uma casa. 

A mulher estava sobre a caixa d’água de um prédio de 12 andares localizado na rua João Balbi, entre a travessa Quintino Bocaiúva e avenida Visconde de Souza Franco, no bairro de Nazaré, em Belém. O quarteirão foi fechado por causa do incidente, que iniciou por volta das 10h. 

Corpo de Bombeiros, equipes de resgate e viaturas da Polícia Militar estão no local. A mãe e amigos da vítima também acompanharam os trabalhos de resgate.

Segundo informações colhidas no local, a mulher sofre de depressão. Ela foi internada, recentemente, em hospital particular após ter um quadro semelhante a um surto psiquiátrico.

SETEMBRO AMARELO

O mês marca é marcado pela campanha Setembro Amarelo, que visa promover a importância da prevenção ao suicídio e alertar a população sobre o assunto. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a única causa de mortalidade que não teve redução no número de casos nos últimos 50 anos. Porém, mesmo que o assunto ainda seja tabu, a divulgação de informações sobre o tema é uma das principais formas de combater o problema.

A campanha Setembro Amarelo foi criada em 2014 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV).

Os dados são alarmantes. Segundo o CVV, 32 brasileiros se suicidam por dia no país, taxa superior às mortes causadas por câncer e Aids.

De acordo com a OMS, nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. E, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos de idade, com mais de 800 mil casos por ano em todo o mundo.

(DOL)





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*