Meia comenta chance e garante Castanhal focado no Galvez | Esporte Pará | Diário Online



Apesar de já classificado para o mata-mata da Série D do Brasileiro com quatro rodadas de antecedência, o Castanhal ainda tem alguns objetivos na fase classificatória. Líder do Grupo A, sem possibilidade de ser ultrapassado, o Japiim quer ter o título de líder geral também, além de manter a invencibilidade. O meio campista Alexandre Santana garante a equipe em busca dos três pontos. 

“A semana será importante. A preparação começou de uma boa maneira. Apesar de estarmos classificados, não podemos baixar a guarda. É um jogo importante na classificação geral. Não podemos perder o foco. Vamos para lá encarar um adversário difícil, que já está classificado. Vamos respeitar, mas sempre em busca da vitória. Desde que classificamos colocamos na cabeça que era para seguir passo a passo. Tínhamos e estamos tendo jogos ainda nessa primeira fase. A partida contra o Galvez será outro aprendizado para o mata-mata. Nosso foco é terminar essa fase bem pontuado, líderes do grupo já somos, agora é ser líder geral, pois isso irá nos ajudar lá na frente. Nosso foco no momento é nesse próximo jogo e só depois pensar no mata-mata”, destacou.

O técnico Cacaio disse que irá dar oportunidade para jogadores que estão tendo um tempo menor em campo. Alexandre Santana deve ganhar chance no meio de campo da equipe. Ele que fez oito jogos na competição nacional, ficando dentro das quatro linhas por 194 minutos, espera aproveitar a oportunidade e diz que isso é bom para todos os jogadores.

“É importante para mim. Estou algum tempo sem jogar os 90 minutos e espero ter essa oportunidade. vou trabalhar forte durante essa semana para que se o professor precisar de mim, eu possa ir bem. Quero jogar e ajudar os meus companheiros. Essa rotatividade é importante para o elenco. Temos um grupo bom. Quem vem jogando, não tem dado brecha, mas o time de baixo está sempre treinando em alto nível. Quem tiver oportunidade agora tem que abraçar, aproveitar e procurar fazer um grande jogo”, ponderou.

Se o campeonato terminasse neste momento, o Castanhal enfrentaria na segunda fase o Moto Club, quarto colocado do Grupo 2. No entanto, tudo irá depender da última rodada. O Japiim pode encarar o Imperatriz, Palmas, 4 de Julho e até mesmo o Paragominas. Independentemente de quem vir na quarta colocação do Grupo 2, o meia espera confrontos decididos no detalhe e que toda atenção é pouca.

“Todos os adversários na fase de mata-mata serão difíceis. Não terá time fácil. Tudo será decidido em detalhes. As vezes uma equipe de nível mais baixo pega um mais forte, se sobressai em um detalhe e acaba passando. Temos que estar concentrados. Acompanhamos e estudamos os pontos fortes e fracos dos outros adversários, vamos esperar quem vem. Estaremos preparados”





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*