Homem vai a bar com braçadeira nazista e gera revolta milhões de brasileiros – Diário Online



O que parecia ser mais uma noite normal em um bar da cidade de
Unaí, no interior de Minas Gerais, se tornou um caso de repercussão nacional.
Tudo isso porque um homem resolveu ir ao estabelecimento utilizando uma braçadeira
nazista, no último sábado (14).

A foto foi publicada por
um jornalista em sua conta no Twitter, e gerou uma discussão nacional sobre o
momento em que o Brasil atravessa, com cada vez mais pessoas declarando
abertamente apoio a movimentos fascistas.

Em nota divulgada em suas
redes sociais nesta tarde, o estabelecimento informou que repudia qualquer tipo
de violência e discriminação. “Nós do Booteco prezamos pela vida; não
damos suporte a discriminação. E qualquer tipo de violência contra qualquer ser
humano será por nós reprimida. O ocorrido ontem foi resolvido da melhor forma possível, por
agentes policiais (sem violência) e sob a égide da lei”.⠀

Vídeos divulgados na
internet mostram a presença de agentes da Polícia Militar (PM) do lado de fora
do bar na noite de sábado. No entanto, ele não teria sido abordado.

Apesar de comparecer ao
local, a PM informou que não foi registrada nenhuma ocorrência acerca do fato.
Também a Polícia Civil não recebeu nenhuma denúncia sobre o caso.

Crime

No Brasil, a apologia ao
nazismo é crime, bem como qualquer tipo de discriminação ou preconceito de
raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. 

A lei 7.716/89 prevê
prisão de dois a cinco anos, além de multa, para quem “fabricar,
comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos,
distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de
divulgação do nazismo”.

Veja o momento em que a PM chega ao bar:

 





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*