Fazendeiro acusado de matar sindicalista é julgado novamente após ter condenação anulada | Pará


O sindicalista José Dutra da Costa, conhecido como Dezinho, foi assassinado por pistoleiros a mando de fazendeiros e madeireiros da região, em novembro de 2000, em Rodon do Pará, no sudeste do Estado. A motivação do crime era a luta do sindicalista por melhores condições de trabalho para trabalhadores rurais e pelas denúncias de trabalho escravo e desmatamento naquela região.



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*