Estrangeira que era recepcionista de motel é achada morta em quarto de cliente  – Diário Online



A Polícia Civil do Rio Grande do Sul divulgou imagens do acusado de matar uma haitiana de 29 anos, que trabalhava como recepcionista de um motel na cidade de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no último sábado (10). O homem chegou ao local acompanhado de uma prostituta, e a polícia considera a hipótese de latrocínio. 

De acordo com a polícia, a haitiana Germanie Paul foi morta por asfixia. Não há indícios de que tenha ocorrido violência sexual, mas uma perícia foi solicitada para excluir a hipótese. 

A principal linha de investigação da Polícia Civil é a de latrocínio, já que foram levados cerca de R$ 200 da recepção do motel e um celular da vítima. A haitiana foi encontrada morta no quarto onde o suspeito estava hospedado.

A estrangeira morta morava há cerca de quatro anos no Brasil e era mãe de três filhos.

Prostituta é principal testemunha

A Polícia Civil colheu o depoimento, ainda no fim de semana, da pessoa considerada chave na investigação: a prostituta que entrou com o suspeito do crime no estabelecimento. O delegado responsável pelo caso afirmou que o depoimento contribuiu bastante com a investigação, mas preferiu não dar detalhes sobre o que a mulher relatou.

Imagens de câmeras de segurança mostram a testemunha e o homem entrando a pé no motel, horas antes do crime. O delegado explica que ela não é apontada como suspeita de participar do assassinato.

Ainda por meio de imagens, os agentes perceberam que a vítima foi três vezes até o quarto onde o suspeito estava, após ser chamada por ele. Ele estaria fazendo perguntas sobre a estrutura do motel, em conversas consideradas normais entre hóspede e funcionário.

(Com informações do portal GaúchaZH)





Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*