Bairros de Belém fazem panelaço contra Jair Bolsonaro nesta sexta-feira | Pará


Bairros de Belém fizeram um panelaço na noite desta sexta-feira (15) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a gestão do governo federal durante a pandemia da Covid-19 no Brasil.

Convocado pelas redes sociais e aplicativos de mensagem por movimentos sociais, políticos e personalidades, o panelaço foi ouvido em pelo menos cinco bairros de Belém: Pedreira, Marco, São Brás, Umarizal e Nazaré.

Bairros de Belém tem panelaço contra o presidente Jair Bolsonaro

A manifestação nas janelas foi convocada por causa da crise hospitalar vivida pelos moradores do Amazonas, onde o aumento recorde dos casos de Covid-19 levou ao colapso o sistema de saúde do estado.

O Amazonas está sem oxigênio para atender a demanda dos hospitais públicos da cidade, anunciado a transferência de pacientes da Covid-19 e bebês prematuros de maternidades públicas para outros estados.

Pessoas na frente do hospital 28 de Agosto, em Manaus, na quinta-feira (14). — Foto: REUTERS/Bruno Kelly

Os estados que receberão as transferências dos bebês prematuros ainda não foram divulgados pelas autoridades amazonenses, mas, o Maranhão deve receber ao menos nove bebês prematuros de Manaus. A informação é do Secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, que também é presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

Os bebês devem chegar ainda nesta sexta-feira (15) no Aeroporto de Imperatriz, no interior do estado.

Nesta sexta, o governo do Paraná também ofereceu leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas. De acordo com a secretaria estadual do Paraná, há a necessidade de transferência de 61 pacientes recém-nascidos.

Além de São Paulo e Paraná, o governo de Minas Gerais e do Pará também anunciaram na tarde desta sexta que vão disponibilizar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátricas para crianças do Amazonas.



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*