Apontado pela Polícia como assassino de investigador é preso pelas polícias do PA e SC | Pará


O preso, que estava com mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do Pará, foi encaminhado para o Pará e chegou em Belém na madrugada desta terça.

O crime ocorreu em dezembro de 2017, em frente a um depósito de bebida, localizado na alameda Principal do conjunto Maguari, em Belém. Segundo a Polícia, o investigador estava armado e o criminoso não levou a arma, e não se sabe se por falta de oportunidade ou se porque o objetivo era apenas executar o investigador.

Mauro Câmara ainda chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu e morreu. “Ele foi executado. Isso não pode ficar impune”, diz o vice presidente do Sindicato dos Servidores Publicos da Policia Civil do Pará (Sindpol), Pablo Farah.

A vítima era lotada na delegacia de Santo Antônio do Tauá, no nordeste do Pará. Relembre o caso na reportagem:

Investigador é executado no Conjunto Maguary, em Belém



Fonte da notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*